Fado de Coimbra vs Lisboa

A difusão do fado pelo resto do país e a partir de Lisboa, levou-o a encontrar uma nova vida em Coimbra. Mas afinal, quais as diferenças entre o fado de Lisboa e o Fado ou Canção de Coimbra? Primeiramente, devemos clarificar que fado de Coimbra não é uma denominação consensual para este tipo de expressão musical em Coimbra, no entanto é desta forma que é popularmente conhecida a canção de Coimbra, forma igualmente correta de o apelidar. O fado de Lisboa e a canção de Coimbra possuem temáticas distintas, estando a canção de Coimbra ligada à forte tradição académica desta que é a cidade dos estudantes, e assim acolhe temáticas ligadas à saudade dos tempos de estudante, da cidade e dos amores ali vividos. A voz que interpreta cada uma destas expressões musicais difere, sendo comum encontrarmos tanto homens como mulheres a cantar fado de Lisboa, mas quase impossível ouvir uma mulher no estilo Coimbrão, sendo este apenas vocalizado por estudantes do sexo masculino. A composição musical dos dois géneros é também dispare, com o fado de Lisboa baseado em composições binárias, que só ocasionalmente encontramos na canção de Coimbra, marcada pela composição ternária, andamentos mais lentos e tonalidades menores. A expressão Coimbrã do fado, intrinsecamente ligada ao meio estudantil, é maioritariamente ouvida em serenatas e espaços ao ar livre, contrariamente ao fado lisboeta, tocado em ambientes mais intimistas, experiência que pode encontrar na Casa da Guitarra, todos os dias da semana, às 18h e às 19h30.

Fado de Coimbra vs Lisboa – As diferenças A difusão do fado pelo resto do país e a partir de Lisboa, levou-o a encontrar uma nova vida em Coimbra. Mas afinal, quais as diferenças entre o fado de Lisboa e o Fado ou Canção de Coimbra, Lisboa Vs Coimbra? Primeiramente, devemos clarificar que fado de […]

Fado no Porto

Segundo Rui Vieira Nery, Lisboa é o local de nascimento do Fado. Mas como aparece o fado no Porto? O género musical mais mediatizado da música popular portuguesa é o Fado. Parte do Património Cultural Imaterial da Humanidade (UNESCO), o Fado foi marcado pelo tempo, continuando a construir-se atualmente, mas sem nunca deixar para trás […]

Fado das origens ao Porto

As origens do Fado poderão encontrar-se  nos bairros populares da  Lisboa do início do séc. XIX. Nas ruas e vielas, nas tabernas ou casas de meia-porta, a lírica fadista evocava de forma desassombrada o quotidiano da cidade; desta forma, encontrava-se, numa primeira fase, associada a contextos sociais pautados pela marginalidade, frequentados por prostitutas, “chulos” e “vadios”, marujos ou […]